Formação de Pregadores

“FORMAR COM SIMPLICIDADE, SEM RENUNCIAR A CIÊNCIA, APLICANDO AS TÉCNICAS, SEM EXTINGUIR A UNÇÃO”.
Os objetivos do pregador:
1. Ser simples de coração para pregar;
2. Não renunciar a ciência (deixa-nos claro que devemos estudar, pesquisar, atentar às coisas que estão acontecendo);
3. Aplicar as técnicas (maneiras adequadas para pregar de cada um);.
4. Sem extinguir a unção (sem a unção do Espírito Santo seremos apenas apresentadores de noticiários).

O ministério de pregação tem a responsabilidade de promover a fé no coração dos ouvintes, principalmente dos Grupos de Oração (Rm. 10,17), porém, o Senhor nosso Deus não busca grandes pensadores, oradores especialistas, letrados e muitos outros de grandes escalões para esse trabalho, e sim pessoas simples como você e eu para juntos termos como meta que o “Evangelho chegue até os confins da terra” (Is. 49,6).
Por isso não se esbarre nas suas limitações, siga o exemplo de São Paulo (1ª Cor. 2,4), onde ele mesmo descreve a fragilidade de sua eloqüência, mas também afirma que a sua pregação não provém de erros (1ª Tes. 2,3), deixando claro para nós que quem deseja ser a voz de Deus deve estar bem informado e em constante sintonia com o Espírito Santo.
Nem sempre temos o conforto de levar a Palavra adiante sem problemas, não somos isentos das provações, bons pregadores sempre vivem grandes dificuldades, provações difíceis de suportar, chegando em muitos casos nos limites de suas forças. Nunca podemos esquecer que o Senhor permitirá que nos lancem no fogo, mas sem dúvida que Ele desce conosco até lá (Dn. 3,49), dando a nós os descansos necessários para retomarmos as forças e permanecer no caminho. É nosso dever como anunciadores do Reino, levar a Palavra do Senhor a sério e não fazer nada com desleixo ou espírito de vanglória (Filip. 2,3), para não permitirmos que as pedras proclamem a Boa Nova do Reino em nosso lugar (Lc, 19,40).
Deus abençoe a todos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário